Folha de Embu

Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Regional

Taboão organiza caminhada contra feminicídio

Folha de Embu | Atualizado em: 9/11/2017 00:00:00

Divulgaçãono title

Taboão terá caminhada contra violência às mulheres dia 25 de novembro

O lançamento de uma ampla mobilização para uma caminhada histórica pelo fim da violência contra a mulher, marcada para acontecer no dia 25 de novembro, a partir das 10 horas da manhã, com saída da Câmara Municipal, em direção à praça Nicola Vivilechio, no centro do Taboão, marcou a sessão desta terça-feira, 31. A presidente da Câmara Municipal vereadora Joice Silva lançou a iniciativa que pretende dar um basta contra violência e pediu a participação das igrejas, padres, pastores, empresários, professores, estudantes, lideranças e representantes da sociedade civil organizada. A caminhada foi lançada num vídeo com a participação de vereadores e lideranças. Assista aqui.

“Nenhuma mulher merece ser vítima de violência. Ninguém merece sofrer falta de respeito, assédio ou humilhações porque é mulher. Como a primeira mulher presidente da Câmara, também enfrento a falta de respeito por parte de alguns. Talvez olhem para mim e pensem: ela é mulher é jovem, não vai se importar, não vai perceber. Quero dizer que eu vejo, me importo e não aceito. Está na hora disso mudar. Faremos uma grande caminhada no dia 25 de novembro, que é o dia da luta contra a violência à mulher, para pedir paz a todas as mulheres de Taboão, do Brasil e do Mundo. Vamos pedir respeito e igualdade de direitos”, declarou a presidente.

A vereadora Priscila Sampaio se vestiu de vermelho para lembrar o sangue inocente das mulheres brutalmente assassinadas no município. Ela descreveu que a caminhada será um marco na luta contra violência e por respeito igualdade em Taboão.

“Na maioria das vezes quando uma mulher é vítima de violência alguém escuta e se omite. Quando isso acontece a pessoa permite que o filho chore na frente do caixão da mãe. Uma pesquisa do IPEA mostrou que 82% pessoas dizem que em briga de marido e mulher não se mete a colher, pois eu meto o faqueiro inteiro. Acredito que nesse momento sou voz das mulheres aqui dentro da Casa. Se a gente se unir, se os homens se envolverem isso vai mudar. Nós mulheres não temos donos, os homens precisam aceitar isso. Vereadora Joice Silva pode contar comigo dia 25 de novembro marcharemos juntos pela paz”, avisou.

O vereador Marcos Paulo foi um dos primeiros a declarar apoio à iniciativa que pretende trazer paz às mulheres do município, da região e do país. Ele disse que vai caminhar vestido de branco, ao lado da esposa, dos dois filhos pequenos, dos pais irmãos, de todo seu grupo político, além dos membros da igreja.

“Presidente Joice Silva, como pai, esposo, cunhado e cristão quero dizer que eu repudio qualquer tipo de violência contra a mulher e vou dizer isso para cidade abertamente na caminhada proposta por Vossa Excelência a quem eu tive a honra de ajudar a tornar primeira presidente da Câmara Municipal”, sustentou.

Quem também não perdeu tempo e declarou apoio imediato à caminhada foi vereador José Aparecido Alves, o Cido. Ele voltou a se colocar como sendo pré-candidato a prefeito do município e garantiu que o combate à violência doméstica será uma das prioridades de suas propostas.

“Vereadora Joice Silva faço questão de estar nessa caminhada histórica e levar como uma das propostas ao povo de Taboão da Serra a defesa da mulher”, disse.

O vereador André Egydio foi taxativo ao se posicionar contra violência que as mulheres enfrentam no cotidiano. Ele repetiu que passou da hora de dar um basta a esses crimes e já adiantou que também participará da caminhada histórica contra violência doméstica no município. “Já passou da hora de dar um basta na violência contra as mulheres da nossa cidade”, resumiu.

Defensor constante do empoderamento feminino e da luta das mulheres por respeito e igualdade o vereador Dr. Ronaldo Onishi garantiu que participará da caminhada, marchando de branco, pela paz entre as mulheres. Ele chamou os homens presentes à responsabilidade e assumir diante dos amigos posição contrária e crítica à violência.

“Muitos homens tratam melhor os amigos do bar, da faculdade, do trabalho, do que as mulheres, mães e irmãs. Precisamos acabar com essa cultura ruim. Valorizar e respeitar as mulheres”, disse.

Mais jovem vereador da Câmara, Johnatan Noventa, avaliou que não dá mais pra ignorar os casos de violência e citou dados comprovando que a prática da violência precisa ser combatida com afinco, por meio de ações capaz de mobilizar os mais diversos segmentos da sociedade civil organizada.

“Todos temos que nos unir para pedir respeito às mulheres e eliminar a violência doméstica”, observou.

Adicionar comentário

Aviso: No momento do cadastro são capturadas informações que possibilitam a identificação individual do usuário e de seu computador

banner_linkei_1 anuncio_sansuy_1 anuncio_embu_sa_1

Folha de Embu
Fundado em 04/01/59 - Diretor: Edvan Ramos de Carvalho - Fundador: Dr. Mário Osassa
Endereço: Estrada de Itapecerica a Campo Limpo, 194 - Jd. Independência - Embu/SP
Cep: 06823-300 - Tel/Fax: 11 4149-9556 - Nextel 7743-8133 - Nextel ID - 13*918661 no site - E-mail: folhadeembu@terra.com.br