Folha de Embu

Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Local

Taboão fica no topo de geração de empregos; Embu entre as últimas do Estado de SP

Folha de Embu | Atualizado em: 16/02/2019 00:00:00

DivulgaçãoMudança no Plano Diretor e política de incentivo a instalação e criação de empresas resultou no melhor momento (2003 a 2010) de criação de emprego em Embu, sem prejuízo ao Meio Ambiente

Segundo os dados do Cadastro Único de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério de Trabalho, em 2018, Taboão da Serra foi a 4º cidade que mas gerou emprego em todo o Estado de São Paulo. No munícipio, durante 2018, houve 35.936 contratações e 31.064 demissões, um saldo positivo de 4.872 novos empregos.

Embu das Artes, segunda maior população na região, fechou o ano de 2018 com apenas 576 novas vagas, amargando a posição 51º no ranking estadual. A cidade, na região, só ficou à frente de São Lourenço da Serra, que gerou 323 vagas e Embu-Guaçu, que criou 67 empregos. Juquitiba, com população de 30,6 mil habitantes, fechou ano na frente de Embu, com 650 novos empregos. Itapecerica da Serra, com quase metade da população de Embu, gerou 644 novas oportunidades.

Os dados do CAGED estão disponíveis do ano de 2003 até 2018. Neste período, na cidade de Embu das Artes, a época que houve maior crescimento na geração de novos empregos foi de 2003 até 2010. A partir de 2012, a geração de emprego entrou em queda. Tendo modesta melhora ano passado.

O melhor momento na geração de novos empregos de Embu das Artes, 2003 a 2010, é resultado direto de planejamento inicado em 2001, que alterou o Plano Diretor, implementou uma política de incentivo a instalação de grandes empresas na cidade e a criação de programas de geração de renda e emprego. As ações para criação de novos empregos e oportunidades rendeu ao prefeito da época o prêmio Prefeito Empreendedor, única cidade da região a ser premiada. A partir de 2014, Embu das Artes seguiu a tendência do país, apresentando quedas seguidas e primeira melhora em 2018.

Em uma tentativa de fazer crescer a geração de empregos na cidade, ano passado, a Prefeitura reformulou o PAT e criou a Fábrica de Empregos.

Estado de SP e Brasil

O Brasil encerrou 2018 com saldo positivo de 529,5 mil empregos formais. Esse foi o primeiro saldo positivo desde 2014, quando houve geração de 420,6 mil empregos formais.

São Paulo foi o estado que mais gerou empregos (146,6 mil), seguido por Minas Gerais (81,9 mil) e Santa Catarina (41,7 mil).

Adicionar comentário

Aviso: No momento do cadastro são capturadas informações que possibilitam a identificação individual do usuário e de seu computador

banner_linkei_1 anuncio_sansuy_1 anuncio_embu_sa_1

Folha de Embu
Fundado em 04/01/59 - Diretor: Edvan Ramos de Carvalho - Fundador: Dr. Mário Osassa
Contato: contato@folhadeembu.com.br